sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

CONVITE PARA O LANÇAMENTO



Meus amigos, finalmente o livro saiu. Samba de Enredo, História e Arte chegou às livrarias. O livro é resultado da devoção que Alberto Mussa e eu temos pelo samba de enredo como gênero musical de primeira linha. Ouvimos e listamos 1324 sambas, selecionamos quase trezentos para trabalhar e escrevemos o trabalho. A edição é da Civilização Brasileira.

Não é uma história do carnaval ou das escolas de samba. Não é um trabalho acadêmico rigoroso. Não pretende falar a verdade [existe isso?] ou coisa que o valha. É uma declaração de amor ao Rio de Janeiro e ao samba e um passeio sentimental pelas ruas e pelos sons que ajudaram a formar, em larga medida, a nossa identidade. Um trabalho amoroso, que só tem um objetivo decente - destacar o samba de enredo como obra de arte e seus compositores, em geral homens simples do povo, como artistas do Brasil. É mais do que suficiente.

Procuramos destacar bastante algumas escolas ditas menores - várias até acabaram - e seus compositores, já que, em geral, os estudos sobre o tema priorizam o quarteto Mangueira, Salgueiro, Império e Portela. Ouvimos muita coisa da Tupi de Brás de Pina, Unidos de Lucas, Em Cima da Hora, Flor da Mina, Canários, Lins, Unidos de Bangu, Quilombo, Unidos de Cosmos, Unidos da Ponte, Império do Marangá, Império da Tijuca, Vai se Quiser, Difícil é o Nome, Vizinha Faladeira, Arrastão de Cascadura, Arranco, Unidos de Manguinhos, Cubango, Paraíso do Tuiuti...

O livro será lançado no dia 3 de fevereiro, na livraria Al-Farabi - Rua do Rosário, com Carlos, Digão da Folha Seca e Evelyn comandando o balacobaco das vendas. Vamos tomar umas cervejas com os amigos, cantar uns sambas [das antigas, é claro] e levar nosso acervo para escutar uns clássicos. Sem frescuras ou grandes esquemas - a intenção é beber e encontrar os camaradas.

Como o lançamento ocorrerá no dia seguinte à festa de Iemanjá, sugiro que os senhores cliquem aqui e escutem, no meu velho blog, o belo samba de 1976 da Unidos de Lucas Mar baiano em noite de gala. É para entrar no clima e pedir a Iemanjá força e saúde pra todos nós, os seus filhos.

Espero vocês.

Saravá!

20 comentários:

Denise Guerra disse...

Oba!!! Parabéns Simas!!! Estou curiosa para ler esta preciosidade!!! Gostaria de anunciar seu livro no meu blog AfroCorporeidade, sei que os meus leitores vão adorar saber deste livro! Muito Sucesso pra vcs!!! Saravá!!!

Alexandre Luiz disse...

Presença confirmada, Mestre!

Mauricio disse...

Meu compadre,
que horas vai rolar o furdúncio?
Abração e parabéns antecipado,
Mauricio Carrilho

Felipinho disse...

Esse samba da Unidos de Lucas arrepia. Bonito demais.

Bruno Ribeiro disse...

Parabéns, irmão! Infelizmente não poderei estar presente no Al-Farabi, mas nos veremos em breve. Tenho a certeza de que o livro fará um barulho danado. Axé!

Jairo Costa disse...

Simas ,
Parabéns, e vou tambem no futuro lançamento das suas crônicas, reunidas em livro, que diariamente nos deleitamos.
Abraços
Jairo Costa

Eduardo Goldenberg disse...

Estarei lá, Simão, na primeira fornada! Beijo, mano.

Luiz Antonio Simas disse...

MAURÍCIO, começa a partir das 18:00Mas abrirei os trabalhos bem antes com o Digão.

Valeu a força, rapaziada.

Claudio Renato disse...

Vamos todos, Simas!

Uma pergunta, meu querido: como você se sente com essa homenagem, o bloco "Nem Muda, nem Sai do Simas?"

Pretende sugerir no enredo? Pensa em compor o samba? Vai no alto do carro alegórico? Pretende empurrar o carro, como fez João Ubaldo a ser homenageado pela Tijuca?

Cuidado com o acúmulo de funções (olha que está acontecendo com o Martinho!)

Luiz Antonio Simas disse...

CLAUDIO, não moverei uma palha no bloco. Aquela caricatura nem é a minha. É a do Rui Cabeção, ex-Botafogo. Tô fora.
Abração

Eduardo Carvalho disse...

Simas,

o que você exprime aqui em relação ao que é o livro e ao que será o lançamento é exatamente o que espero de vc, mesmo te conhecendo (ainda) tão pouco: inteligência, sabedoria, afeto, carinho, devoção a essa cidade e às coisas que lhe são (a você e a ela, cidade) caras, como é o samba! (e chega de viadagem).

Meu caro, chova ou faça sol, aconteça o caralho que for - tóc tóc tóc - estarei lá!!!!

Grande abraço!

P.S.: minha camisa do Nem sai do Simas já está comprada e vou perambular com ela direto por aí...ahahaha

Marcelo Moutinho disse...

Vou passar antes, Simão, pq terei que correr para a passagem de som do show do Império no Rival. Mas passarei lá para um abraço em vc e no Mussa.

Mariane disse...

Sucesso pra ti, Simas! Não poderei te prestigiar por aí, no lindo Rio de Janeiro, mas estarei aqui pronta para lhe prestigiar quando surgir a oportunidade!
Axé!

Eduardo Goldenberg disse...

Luiz Antonio: sua empolgação hoje, quando as vendas esquentaram, não condiz com essa grosseria, essa falta de educação, com esse chiliquinho-cereal. Claudio Renato, falo por ele: isso é excesso de modéstia. O troço vai ferver!

Dom Quixote (Thomaz) disse...

Caro Simas, que aprendi a admirar pelos seus textos, parabéns pelo lançamento. O livro estará disponível nas grandes cadeias, como a Siciliano? Gostaríamos de postar uma sua crônica sobre carnaval no nosso blog, fazendo a chamada para o livro. Ficaríamos muito honrados com sua presença, dando-lhe os devidos créditos, já que somos fanáticos pela música brasileira.

AOS QUARENTA A MIL disse...

Ô coisa boa !

Luiz Antonio Simas disse...

THOMAZ, vai sim. A distribuição da Civilização Brasileira, hoje pertencente ao grupo da Record, é ótima.Pode postar lá no blog de vocês qualquer texto. É uma honra pra mim. Abração.

Aos amigos que comentaram, aquele abraço!

Edgar disse...

Simas,

O livro será um sucesso, porque é excelente. Um abraço, e até quarta.

Edgar

Claudio Renato disse...

Eu quero adquirir a minha camisa do Não Sai do Simas, mas sem burocracia!

Molho a mão de quem? No bom sentido, é claro. Quero só pagar à vista e pegar a camisa...

Carol disse...

Poxa, Simas, darei num jeito de fazer uma ponte aérea e estar aí com vc!Abs., Carol.